Giovanna Lojacono, a tradutora de Anita na Itália.

 

IMG_1963_gio

 

Se Anita é de certa forma considerada “mãe” da pátria italiana (que tem dois “pais”, Garibaldi e Vittorio Emanuele), Giovanna Lojacono é “mãe” da biografia da Anita Garibaldi em quadrinhos na Itália.

Siciliana, formada em direito, casada, é mãe de duas das meninas mais lindas que já vi na vida, mas sua paixão profissional é pela tradução italiano-português, e vice-versa.

É a grande responsável pela publicação de Anita na Italia, conseguindo fazer a junção entre pontos que não se conheciam e identificar a grande possibilidade de reunir autor e editora.
No momento, trabalha na tradução para italiano do livro “Belo,  fio de cabelo”,  também de minha autoria, para ser publicado pela Verba Volant ainda este ano.

De sua cidade, Catania, gentilmente arrumou um tempo na véspera de seu aniversário (que é hoje, 9 de janeiro) e enviou estas respostas para o blog.

Este post é uma pequena homenagem de aniversário a ela.

Me fale um pouco de você.

Nasci em Paternò, uma pequena cidade nas encostas do Etna. Minha família tem trabalhado no campo jurídico há várias gerações. Pensando em seguir esse caminho também me formei em direito, mas a vida me levou para outro lugar.

Como se deu sua aproximação com a língua portuguesa?
E com o Brasil?

Me aproximei da língua portuguesa por causa da bolsa comunitária Leonardo da Vinci que ganhei em Portugal . Foi uma oportunidade única para aprender uma nova língua e estudar de perto o sistema de proteção à criança adotado pela Comissão para a Protecção das Crianças e Jovens em Risco (CPCJ) de Viseu. Com certeza a paixão pela língua chegou com a descoberta do Brasil. O som da pronúncia das palavras me fascinou desde a minha chegada em São Paulo.

Você morou por aqui por um período. Conte sobre a experiência, os lugares que gostaria de voltar e os que gostaria de conhecer no Brasil.

Trabalhei no Brasil com a AiBi ong, uma associação que luta em prol das crianças abandonadas. Tive a tarefa de coordenar um projeto financiado pela CAI (Commissione per le Adozioni Internazionali) para monitorar e verificar as condições das crianças hospedadas nos abrigos de Goiânia. O projeto beneficiou da parceria da Vara da Infância e do Ministério Público. Também fui representante das Adopções Internacionais e acompanhei três processos de adoção no Estado. Goiânia é uma cidade tranquila. Lembro-me de ter ficado impressionada com a visão da “comida a quilo”, da atenção “social” à higiene pessoal e ao lar. Fiquei surpresa com as celebrações religiosas, as missas dominicais, tão alegres e pouco melancólicas. A recepção que recebi como italiana foi sempre maravilhosa, embora eu tivesse dificuldade em me fazer respeitar no âmbito profissional (porque estrangeira). Gostaria de visitar os Lençóis Maranhenses .

Você foi a grande responsável pela possibilidade da primeira parte da biografia de Anita Garibaldi em quadrinhos sair na Itália.
Como foi traduzir este trabalho? Quais foram as dificuldades? E as descobertas?

Na minha vida, o discurso de “lançar sementes e ver se algo pode nascer” é um tema que sempre volta. O livro sobre Anita era muito interessante e bem escrito. Merecia de ganhar a bolsa da FBN. Apenas atuei como um link entre o autor e uma editora siciliana interessada. Criar laços, reunir, concordar é o que eu faço melhor. Traduzir este livro permitiu-me de conhecer a vida de uma mulher forte e orgulhosa. As dificuldades foram dadas pela presença de uma grande quantidade de informações sobre a história do Brasil e foi necessário fazer que o texto fosse  legível para o jovem  público italiano das escolas. Descobri que a ANITA no Brasil ainda é muito amada.

Como você utiliza os português no seu trabalho quotidiano?

Trabalho diariamente com conhecido Escritório de Tradução de São Paulo. Sou tradutora juramentada de português para italiano cadastrada no Tribunal de Catania.

Você é apaixonada pela cozinha, tem um blog sobre isso que está em desenvolvimento…

Gosto de boa comida, sempre gostei. Ao longo dos anos, entendi que alguns sabores se misturam melhor com outros. A partir desse ponto de partida, comecei a experimentar. Devo dizer, no entanto, que tenho uma vantagem. A minha  é uma grande família siciliana onde todos sabem cozinhar. Coleciono receitas antigas, tradicionais e deliciosas ha muitos anos. Penso que são formas de arte que não precisam desaparecer. Daí a ideia do meu blog. E com a minha amiga Ute, recentemente, decidimos começar aulas de culinária siciliana e austríaca para estrangeiros. São receitas simples que podem ser replicadas ao retornar para casa.
(https://www.socozinhasiciliana.com)

Você também faz parte de uma entidade de assistência para direitos das crianças.

Sou membro fundador da Associação não lucrativa “Centro Studi per i Diritti dei Bambini”, com sede em Roma. Percebemos que a assistência prestada às crianças abandonadas e acolhidas nas comunidades seja ligada à subsistência física. Ninguém pensa que têm direito de crescer também culturalmente. Então, decidimos criar uma biblioteca itinerante e cuidar dos projetos de leitura.

O mundo está em crise, e a crise acaba chegando a todos os lugares.
Itália, sobretudo a Sicília, fica próxima de territórios com graves problemas políticos e sociais. Chegam muitas embarcações com refugiados no país e na ilha. Certamente isso causa tensões sociais.

Na Sicília barcos chegam diariamente com pessoas desesperadas. É uma situação terrível.  Acredito que as tensões sociais são decorrentes de vários fatores, incluindo a desorganização e falta de dignidade dos centros de acolhimento da Sicília, incapazes de acolher homens e mulheres e crianças com experiências de vidas assustadoras. Mas também é o racismo generalizado em relação ao estrangeiro.

E como você imagina a Sicília para suas duas filhas no futuro?

Espero que a Sicília das minhas filhas seja capaz de tornar a presença de outros uma riqueza.

Nestes dias a situação do lixo em Sicília è gravíssima.

Quais o seus contatos caso alguém queira te procurar para fazer traduções português-italiano-português?

giovannalojacono.gl@gmail.com

Anúncios

Uma resposta to “Giovanna Lojacono, a tradutora de Anita na Itália.”

  1. Anônimo Says:

    Parabéns pelo seu trabalho relacionado à Anita Garibaldi!
    Muita saúde, sucesso e felicidades!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: